Postado originalmente por: https://climainfo.org.br em 25 de fevereiro de 2021.

Os oceanos estão se aproximando de três pontos de não-retorno (tipping points) que podem impactar seriamente a biodiversidade marinha em todo o planeta: aquecimento das águas, sua acidificação e desoxigenação. Um grupo de pesquisadores americanos e europeus se juntaram para reforçar o alerta em um artigo na Proceedings of the National Academy of Sciences. Muitos organismos não sobrevivem se a temperatura subir por longos períodos, como os recifes de corais que fazem parte da base de cadeias alimentares importantes. Outros desenvolveram conchas e outros escudos de proteção a partir de minerais sensíveis à acidez das águas. E quase todos dependem da quantidade de oxigênio dissolvido na água, algo que está diminuindo rapidamente devido ao aquecimento e a imensa quantidade de fertilizantes e pesticidas que estamos lançando ao mar. Os autores dão um aviso adicional e de longo prazo. Por ora, estamos aquecendo a camada mais superficial dos mares. As correntes de trocas com águas profundas acontecem em escalas de tempo de milhares de anos e, portanto, ainda foram pouco afetadas. Mas, se as superficiais permanecerem aquecidas e afetarem as profundidades, então o impacto também irá durar outros milhares de anos. Um dos autores escreveu sobre o artigo no Carbon Brief